Páginas

Minha foto

Poeta e ficcionista paulistano nascido em 1979, é autor do Livro Ruído (Eucleia Editora, 2011), publicado em Portugal, e das Ficções paralelas e Visões para lê-las, iluminadas por Yuli Yamagata. Traduziu Natureza, de Ralph Waldo Emerson, e Caminhada, de Henry David Thoreau (Dracaena, 2010). Seus blogues Não Fique São e Transatravés, que permanecem no ar, somam mais de 130 mil visitas.

Estudou Publicidade, História e Jornalismo. Foi operador de atendimento, agente de leitura e apresentador de televisão; agora atua como factótum de texto: redator, revisor, tradutor e consultor editorial. Mora em Sorocaba-SP, onde trabalha em casa, na Felina Oficina, afagando Lira, sua gata, e produzindo os espetáculos e vídeos de dança contemporânea de Mimi Naoi, sua esposa, com quem também mantém o projeto Fôlego, com performances nas quais recita poesia para ela dançar. Em seu perfil e página no Facebook, pratica o colunismo antissocial e publica seus textos e traduções.

Tem poemas publicados nas revistas Mallarmargens, onde é colaborador, e também nas revistas CronópiosTriploV, Germina7faces, BrasilianaDiversos Afins, Ellenismos, Raimundo, Macondo, Aedoscuritibanos, Oficina.Casulo e Pó&Teias, e nas antologias AsfaltoVinagre e Poema de Mil Faces

10 de janeiro de 2006

Gene: há lógica?


Tive a mirabolante idéia de me casar com uma viúva, a qual tinha uma filha. Meu pai, para maior coincidência, era viúvo e quis o acaso que ele se enamorasse e casasse com a filha de minha mulher; resultou daí que a minha mulher se tornou sogra do meu pai. A minha enteada ficou a ser minha mãe, e meu pai ao mesmo tempo meu genro. Após algum tempo minha filha pôs no mundo uma criança que veio a ser meu irmão, porém neto da minha mulher; ficando eu avô de meu irmão. Com o decorrer do tempo a minha mulher pôs também no mundo um fantástico menino que como irmão da minha mãe, era cunhado de meu pai e tio de meu filho, passando a minha mulher a ser nora da própria filha. Absurdamente eu fiquei a ser pai da minha mãe, tornando-me irmão de meus filhos; a minha mulher ficou a ser minha avó já que é mãe da minha mãe. Assim meu avô sou eu. Meu pai e meu filho são a mesma pessoa?